sexta-feira, 26 de abril de 2013

O Fim de Bob


Para quem leu O Suicida E O Rapaz Feliz (jusé e shino xD) este é o final de Bob:

Em um pequeno barco um pouco afastado da costa está Bob e sua jovem irmã mais nova. Bob dizia a sua intenção.

Bianca: - e a nossa, a sua família Bob?

Bob: - o que têm eles?

Bianca: - como se sentiriam?

Bob: - logo eu não passaria de areia esquecida.

Bianca: - eles não sabem que quer isso, não é?

Bob: -  não, nenhum deles

Bianca: - por que não diz?

Bob: - não entenderiam, são ignorantes não compreenderão meus motivos. Diriam, tentando me ajudar, “Ah! Na minha época dava pancada e não tinha isso”, “você tem é que trabalhar”, “que nada é mentira”.

Bianca: - eles tentariam te ajudar Bob, se ficar alimentando isso logo fará.

Bob: - Eles mudariam o Mundo? Acabariam com minha dor? Farei agora! – Bob Levanta.

Bianca: - tentariam fazer que visse as coisas boas.

Bob: - Eu sei o que há de bom... Mas não vale a pena, eu não as aproveito... Não sinto prazer.

Bianca: - Bob... –  ela faz uma longa pausa. – a Angélica tem algo haver com isso?

Bob: - tento me convencer que não é por ela porque realmente não é! Mas ela ajudou. Eu contemplei o gosto pela vida, mas não sabia que era só mais uma brincadeira de Deus e logo ele tiraria o meu “gosto pela vida”.

Bianca: - Bob. Dê um tempo para sua mágoa passar.

Bob: - Não passará

Bianca: - Como saber?

Bob: - Já disse que não é ela! Não tenho mais nada a dizer apenas despeço-me deixando o mundo como um fracassado que o único sucesso foi ver que não vale a pena viver.

Bianca: - e eu? Eu te amo Bob. Finalmente ele se volta para sua irmã e devolve o “cumprimento”.

Bob: - Também te amo.

Bob se pegou a algo que ele julgava que não o deixaria voltar e se jogou ao mar. Bob estava realizado, se foi aproveitando de dois últimos prazeres; o de realizar seu desejo de morrer e o de ser abraçado pelo Mar.
Sua irmã, aos prantos, perguntava-se se deveria ter feito algo, dito que tudo ia melhorar, talvez mentindo para ele e si mesma. Deveria?