quarta-feira, 17 de abril de 2013

Viva à lógica de Deus II


Esse foi um belo dia com uma Testemunha de Jeová. Antes de ler responda, Deus sabe de tudo que aconteceu, acontece e acontecerá?

Inquisidor: - Se você lesse a bíblia saberia o porquê de Deus não se apresentar a você.

Eu: - Sei, vem aquela estória de Adão e Eva.

Inquisidor: - Sim Satanás é o culpado de tudo, Deus foi desafiado pelo Diabo e para provar que ele estava errado permitiu que isso acontecesse, mas Deus te ama e lhe ofereceu uma salvação, o sacrifício de Jesus.
Eu: - Calma vamos por partes. Deus criou tudo e por ultimo Adão e Eva certo?

Inquisidor: - Sim, isso todo mundo sabe.

Eu: - Depois de criados foram deixados lá com uma ordem: a de que não fizessem algo que prejudicaria toda a sua descendência e aos cuidados de uma adorável babá, sabe disso?

Inquisidor: - Claro que sei! Era a árvore e a “babá” Lúcifer, e daí? Aonde quer chegar? Já me deixou nervoso.

Eu: - Calma, só quero dizer que se Deus sabia o que ia acontecer, por que ele deixou Lúcifer de vigia e uma árvore maldita? Era a intensão dele que tudo isso acontecesse, certo?

Inquisidor: - Você não tem o direito de dizer se Deus está certo, ele sabe o que faz o que é melhor para o mundo, você não passa de um mortal, se ele quis nos testar e dai?

Eu: - Tudo bem, eu nem questionei o Seu direito, mas não vejo porque de dizer que esse Deus é amor, que ele cuida de nós depois de permitir nossa própria desgraça. O melhor para o mundo é que ele apareça e acabe com toda a má sorte que Ele indiretamente provocou que pare as tolas brigas religiosas... Independente de saber se o capeta ia fu*** tudo ou não, um mundo melhor seria um mundo onde deus é vivo.

Inquisidor: - Você é só uma criança, ainda tem muito que aprender precisa tirar essa filosofia dos homens de sua cabeça. – Pensei... Apaguei o que disse.

Eu: - Semana passada você não disse que Deus não pode testar e nem ser testado? Pode me explicar novamente...

Inquisidor: - Talvez Deus não seja onisciente.