quarta-feira, 15 de maio de 2013

De Euripes Pereira

Será que igual a gente o amor também
nasce no peito cresce e morre 
ou dorme mansinho depois de cansado 
com frio e molhado pelo pranto salgado 
que do rosto corre. 

Será que o amor é criança 
que brinca que pula da risada 
a toa 
e de repente percebe que só estava sonhando 
ai chora pois vê que a vida não e feita só de coisas boas.