terça-feira, 14 de maio de 2013

Será que você não está errado?


"Felipe, por que não vai conosco a casa de seus parentes? Deixe de ser preguiçoso. " "Por que não pode ir comprar minha cerveja? Preguiçoso." "Por que esse menino só vive em casa e não sai? Menino deixe de preguiça. Por que não vai trabalhar?"

De tanto ouvir me convenci. Porém, ninguém sabe que não fui ver meus parentes porque lá encontrarei alguém que só de pensar me faz sofrer. Não vou comprar a cerveja por causa do mal estar de ser encarado pelos bandidos e modelos de bandido que verei no caminho e no bar. Não sabe que não saiu por causa da minha falta de animo, oriunda da minha tristeza e desolação com tudo que vejo (resta pouca coisa para gozar).  Não trabalho por não conseguir superar meu medo ou passar (submeter) pela merda que o trabalho pode ser.

Acredito de tanto dizerem; minha mãe está certa, sou um merda. Mas ninguém olha todos os lados da maçã. Uma pessoa “A” ver um lado da maçã e a acha perfeita, então sai feliz, uma pessoa “B” vê o um lado oposto da pessoa A e diz que a maçã não é perfeita e tem uma mordida. “ Nem tudo que parece ser, é”, provavelmente eu erro ao julgar alguém, sua personalidade ou até mesmo atitude e por isso estou sempre disposto a ouvir, seja quem for, posso até não abrir um sorriso, mas ofereço meu companheirismo.