quarta-feira, 6 de novembro de 2013

E daí?

Foda-se se elas passam fome, eu não ligo!
   
   Na verdade me importo sim, mas fico cheio de raiva quando alguém diz para mim que tem gente em situação pior. Sei que isso motiva a muitos, mas para mim é só mais um motivo para desistir e cair na depressão. O mundo é uma bosta e será assim sempre. Sempre haverá algo para lhe causar mal e estregar a sua felicidade. Engraçado também é que o filho da puta estraga meu dia me lembrando de minha impotência e solidão (só tem fdp por ai e eu não sou um, logo sou sozinho) e sai feliz e satisfeito por ter criança morrendo por ai, e ele, assim como eu, não vai fazer nada. Eu por me sentir impotente e fraco e ele por ser um simples filho da puta mesmo.

   Aos bons samaritanos que fazem e dizem que devo ajudar e que ele faz a sua parte, eu parafrasearei bart simpsons: parabéns seus perdedores, por não resolveram nada, as pessoas continuam morrendo de câncer e adis por ai*. “Ah, mas eu mudo a vida de um”. Está bem, digamos que seja verdade, só que surgirá 20 no outro dia morrendo do mesmo jeito. Fraqueza e impotência (‘-‘ impotência de poder mudar as coisas) é o problema, melhor fazer o meu resolvendo o que me incomoda em meu mundinho e ser feliz. Foda-se, não vou ser feliz ajudando um ou dois (preciso de todos), se você, então é meus parabéns. Melhor gastar meu tempo com aquilo que posso resolver. Sabe o que melhoraria as coisas? Se todos começassem a buscar melhorar e depois passasse isso para fora. Nada muda porque a maioria é e sempre será uns merdas olhando o próprio umbigo. “Mas você está fazendo isso” Cala a boca e vai se - que você não me conhece, talvez fique melhor se substituir “em meu mundinho” por “ao meu redor”.

   “Ah! Por isso fica desse jeito, todo mundo pensa assim e não faz nada”. Duvido que pensem assim, a maioria ama dar exemplos de uma vida “pior” e depois sai saltitando. Talvez esteja certo lutar para o câncer e aids, contra isso eu até poderia lutar (like a scientist), mas depois veremos os que não têm dinheiro o que farão para comprar a cura. Só que, no que diz respeito a fome, a culpa não é minha ou do amiguinho que lembra disso, nem do capeta, aqueles que podem de fato resolver nunca resolverão, se é que existem esses. Talvez a culpa seja deles, trabalhe porra, ou talvez da nossa maldita natureza e a maioria não consegue fugir dela, então fode tudo. De novo, mude você e sua atitude, torne o seu meio aquilo que deseja e se todos sem exceção fizer, ai as coisas melhoram. Todos, ou seja, nunca vai mudar.

   Voltando a questão. Tenho a impressão de que dizerem “podia não ter um braço como o José” (as vezes isso nem incomoda o tal do jusé), acabam deixando o seu problema de lado e deixam aquela solitária(parasita) crescer até ela o fuder. Deixar o problema de lado é bom, mas nos momentos certos, naqueles em que vai ter os seus bons tempos, mas precisa resolver as suas tretas. O certo é ver todo problema como pequeno. Um simples “você vai sair dessa” é melhor do que o que dizem geralmente, mas não lembro de quem disse isso, ninguém nunca diz, até um você vai se fuder é melhor! Pelo menos eu dou risada.
   
   Ver o problema dos outros como maiores não faz ver o seu como menor, mas como sem importância e ,então, passam a conviver como a tênia e o hospedeiro. Com o tempo a tênia começa a crescer e agravar o infortúnio do hospedeiro o deixando cada vez mais apático, cada vez mais ferrado. Como resolver algo ruim se você se convenceu de que aquilo não é ruim e ainda é egoísta e escroto por se importar com sua tênia de cm enquanto o do amiguinho é de metros, só que no futuro a sua cobra ;).


   É isso, queria que muitos filhos da - lessem isto, mas não vão ler, vão ler aqueles que não precisam xD. Pior é quando a frase é agraciada com uma imagem. Ai meu saco!


* Quando falava sobre os heróis do cinema e da vida, Bart disse ao Milhouse: "As casas continuam pegando fogo, e as pessoas continuam morrendo, os heróis de verdade são o Stallones, os Schwarzeneggers e em menores escalas, os Van Dammes".
- Não consegui deixar todos os palavrões =\