terça-feira, 5 de novembro de 2013

Trágico!

“Quando se percebe que tudo é uma piada, ser O Comediante é a única coisa que faz sentido.” – o  Comediante, watchmen.

   Sempre vi o humor e a tragédia como a mesma coisa, mas não sei o porquê (nunca organizei esta ideia). Até o humor do gosto de todos, em uma situação normal (ou real), seria uma tragédia. Por exemplo, o cara do A Praça é Nossa que tenta dá uma de esperto com a garota e acaba com o marido dela levando ele. Seria algo trágico para o brioco dele.

   O cinema e o teatro (que de certa forma onde isso começou, eu creio) só possui esses dois únicos estilos, a tragédia e a comedia que no fim são a mesma coisa. O que faz uma peça ou filme ser de humor ou drama são aqueles que interpretam a história. Depende de como o personagem encara a situação, do caminho que a representação (ator) dá a trama. Por exemplo, uma mulher feia e sem dentes pedindo esmola com a filha, se isso fosse na sua esquina dirá “a que dó”, mas como é no Zorra Total alguns riem ou acha bem humorado.

   Quem já entrou no site do Mundo Canibal e viu vídeos como partoba e alguns outros, sabe que a vergonha e sofrimento alheio é muito cômico. Ver alguém se acidentar é o suficiente para arrancar risos, e mesmo que esse acidente seja fatal, ainda há os sádicos que riem em público e aqueles que guardam o riso para si e os que, além do infeliz acidentado, transforma aquilo em tragédia. Uma situação, dois lados, a tragédia e a comedia. Por que alguns levam para o humor e outros não?

   Ser engraçado ou trágico também depende de quem ver.  Aquela tragédia pode atacar a alguém de forma direta, tipo bullying, ou ser algo que aconteceu na vida dele e que não traz boas lembranças e ainda tem aquilo que ele considera acima de tudo e todos e intocável como o racismo. Outra coisa seria a compaixão, ou se imaginar naquela situação, mas rir não significa que alguém não esteja ajudando ou se pondo no lugar do outro. Havia outra coisa que esqueci ‘-‘. ouvindo musica e lembrei da rose ><


   Enfim, os autores e atores de uma trama na vida ou teatral podem ajudar a dizer como se deve levar uma situação em um momento, mas o que de fato faz algo engraçado ou triste é quem assisti. Esse autor e ator pode ser você mesmo, por isso acho minha desgraça engraçada ou a dos outros, mas nesse último caso, eu nem expresso meu humor controverso. Se é para se f***r, então que seja sorrindo.