sábado, 15 de fevereiro de 2014

ARTHIUS - ENTROPIA MULTIVERSAL (III)


CAPÍTULO III - COMPLEXIDADE MULTIVERSAL



Através da vasta informação contida nos diversos livros do Labirinto das Mil Palavras - só não li os confidenciais por não possuir o direito, pois era viajante - descobri que o Mundo Transcendental era só um dos muitos em um dos infinitos universos existentes.

Toda essa complexidade multiversal era disputada por duas das facções mais poderosas: os Guardiões Multiversais - grupo responsável por manter o equilíbrio, descendente dos seres que criaram todas as dimensões, denominados "Entidades" - e a Cúpula Negra - formada por aqueles que desejam unificar o multiverso. Entre os membros encontram-se em sua maioria Guardiões renegados, expulsos por se deixarem consumir pela corrupção e ganância - cujo líder era Ashtar, conhecido como o Imperador das trevas.

A sede dos Guardiões era o reino de Arthius, o qual ficava em algum ponto no céu infinito do Mundo Transcendental. Ninguém obtinha acesso ao local sem o convite emitido pelo próprio líder dos Guardiões, além do fato de que ela só poderia ser vista pelos que possuíam um grande conhecimento de si e dos outros. Muitos se aventuravam em busca de sabedoria, na esperança de um convite.

Eram escassas as informações acerca da Cúpula, apenas que os seres mais astutos na arte das sombras faziam parte ou eram convidados. Ninguém sabia ao certo se tinham sede, muito menos a possível localização da mesma.

Depois de um longo dia cheio de descobertas, dormi em uma das pousadas de Ninniera reservadas aos viajantes (a hospitalidade era um traço cultural notável naquele local).

No dia seguinte retomei o processo de leitura, procurando conhecer mais sobre as facções e seus respectivos representantes. Encontrei um enorme livro, todo trabalhado no mais fino diamante, com as letras da capa feitas de ouro: "Os Filhos de Arthius". Algo dentro de mim dizia que as respostas que faltavam estavam justamente ali. Empolgado, o abri mais rápido que pude... Não havia nada escrito, pelo menos até chegar na última página, a qual constava o seguinte texto:


"Maori Mikashi, convido-te a comparecer ao sul de Ninniera, no Círculo da Transferência, lugar que liga Arthius ao mundo terrestre. Lá saberá se és digno de ser o defensor da verdade e do conhecimento, um filho legítimo de nossa pátria-mãe. Observamos daqui de cima e escolhemos alguns aparentemente confiáveis para testarmos. Nosso chamado é uma grande honra, portanto não desperdice tal oportunidade."
- Vangladius, Líder dos Guardiões Multiversais.


Comuniquei ao grupo de viajantes tudo que descobrira. Ficaram maravilhados quando contei sobre o convite ao Círculo.


- Eles realmente te querem lá em cima. Há pessoas que viajam durante décadas em busca de uma oportunidade e não recebem sequer resposta... Boa sorte! Disse a líder deles.
- Enfim, acho que continuarei sozinho então... Obrigado pelo suporte e cuidem-se! Falei enquanto me despedia do grupo.


No caminho perguntava-me sobre o que me aguardava no tal destino. Será esta uma nova fase de revelações? Descobrirei finalmente quem sou?

_______________________________________________________________________
Mais um capítulo dessa história maluca chegou ao fim.