quinta-feira, 19 de junho de 2014

IV - Despertar

   

Raphael Lacoste's art

- Mas que porra é essa?
- Calma negão. Precisamos sair daqui. Vem, vamos pelos fundo. 

   Eles saíram em uma rua estreita, como um corredor. Sua corrida é interrompida quando uma sombra enorme passa. Claudia se joga em um buraco e Alexandre se protege atrás de uma lata de lixo. Os dois fazem sinal de ok e quando tentam continuar uma ave enorme pousa e tenta pegar Claudia com o bico. 
   - Faz alguma coisa! Cadê você Alê!? Alexandre vem correndo do fim do corredor e acerta o pescoço da ave com uma espada enorme. 
   - Vem. Não sei para que tanto rebuliço. 
   - Onde arrumou esse treco? 
   - “Tava” ali do lado daquele monstro morto.
   - Acho melhor nos esconder.
   - Concordo. Olha isso tem uma coisa escrita aqui e parece russo. 
   Krug otcritim yavliaietsia i viziet menia v mir drugoi. Claudia leu. - Não parece. É russo. 

   Um portal azul abriu na frente deles. 
  
   - Que isso guria?
   - Parece o portal do diablo. Entramos? 
   - Diablo? Tô fora.

   Não deu para decidirem o portal sugou aos dois e se fechou.

Cap.V